quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Crédito do Banco do Nordeste financia barragem e garante produção no Sertão

Gazeta de Notícias -
O produtor rural Júlio César vem enfrentando a atual seca nordestina com muito trabalho e resultados.
 O agricultor Júlio Costa cultiva, em sua propriedade em Santa Luiza, Alto Sertão paraibano, melancia, mamão, coco e capim. A produção e o sustento da família, no período de seca prolongada, foram garantidas após financiamento de uma barragem subterrânea pelo Banco do Nordeste.
"Antes da barragem, nesses últimos quatro anos de seca eu não produzia nada, lutava apenas para o gado sobreviver. Em 2012, tive que sair da propriedade por falta d’água, pois não tinha ração para o gado", lembra o produtor, que, hoje, comemora outro cenário.
Por orientação do filho, Juliandro Costa, técnico agrícola, Júlio Costa decidiu implantar a barragem subterrânea. "Hoje, consigo produzir não só capim, que é o alimento do gado, como frutas para aumentar a renda", conta. Ele agora faz planos para ampliar o negócio, com a instalação de placas solares para e melhoria do sistema de irrigação.
O gerente de negócios do Programa Nacional de Fortalecimento Agricultura Familiar (Pronaf) e Mini Produtores Rurais (MPR), Degliê Amaro, da Agência do Banco do Nordeste em Patos, informa que Júlio Costa é cliente há dois anos e os frutos do crédito tomado são colhidos desde a contratação do investimento. “O Júlio é tem muito conhecimento na área e sua propriedade tem condições de produzir ainda mais”, prevê. Ele destaca, ainda, a atuação do Agroamigo, programa de microcrédito orientado rural do Banco, com a visita técnica de assessor de crédito, como ação complementar fundamental para o sucesso do empreendimento.
As barragens subterrâneas são construídas para garantir o acúmulo de água durante a seca e favorecem a produção de capim para alimento do gado e a irrigação de plantações de frutas. Antes, é feito estudo do local, que deve estar próximo a afluentes e no ponto da propriedade em que mais se acumula água.
Postar um comentário

Títulos mais acessados