terça-feira, 27 de setembro de 2011

Pedrão e os neurônios virgens

Gazeta de Notícias - A marca Luxaflex e Ricardo Botelho Marketing irão apresentar “Pedrão e os Neurônios Virgens”, no Ponta Mar Hotel, às 17h30. A palestra será feita pelo coordenador e professor do curso de Criatividade da Panamericana Escola de Arte, escritor, consultor, filósofo pop e ex-publicitário, Henrique Szklo.

O evento visa apresentar para arquitetos, designers de interiores e estudantes como podem ser mais criativos; como lidar com outros profissionais e algumas dicas voltadas para a área de atuação.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

100 núcleos atenderão mulheres em situação de vulnerabilidade social

Gazeta de Notícias - Estão definidos os cem campi da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica que se tornarão núcleos do programa Mulheres Mil, que tem como objetivo promover a emancipação social, econômica e elevar a escolaridade de brasileiras em situação de vulnerabilidade social. Os novos núcleos do programa estão assim distribuídos: 32 na região Nordeste, 18 no Norte, 20 na região Sudeste e mais 18 no Sul, além de 12 localidades no Centro-Oeste.

QUER SABER mais, clique no título acima

Operações de consignado totalizam R$ 2,284 bilhões em agosto

As operações de crédito consignado realizadas por aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) totalizaram R$ 2,284 bilhões em agosto de 2011. Em valores nominais (isto é, sem considerar a inflação), o resultado foi 3,62 % inferior ao mesmo período em 2010, quando foram liberados R$ 2,37 bilhões. Em relação a julho de 2011, quando houve registro de R$ 2,165 bilhões, o aumento foi de 5,48%. Em número de operações, agosto de 2011 registrou 743.093 contratos, número 2,6% superior ao de julho de 2011, quando 724.262 contratos foram efetivados.

QUER DETALHAMEMTO desta notícias, clique no título acima

Hemoce do Crato está pronta para atender todo o Cariri

Em entevista a Dra. Nizete Herculano, diretora do Hemoce do Crato, disse para a reportagem desta Gazeta de Notícias que:
Cheguei a direção do Hemoce depois de 15 anos trabalhando como enfermeira na instituição, passando também por secretarias de saúde de alguns municípios, Programas de Saúde da Família – PSF, isso, ao longo de 25 anos exercendo a profissão, me trouxe conhecimento e experiência na área de saúde. Na direção do Hemoce minha primeira preocupação foi com o estoque de sangue para atender a demanda dos hospitais. Até então eram atendidos 28 municípios e hoje estamos suprindo 44 municípios, isso por conta da inauguração do Hospital Regional do Cariri que veio delimitar nova área de atendimento.
Ao assumir o Hemoce, no primeiro momento, eu vi a necessidade de um laboratório mais abrangente para análises precisas de todos os elementos do sangue para atender os diferentes problemas hematológicos. Não existia acompanhamento casa a caso. Montamos um serviço de atendimento ao paciente hemofílico e outras patologias hematológicas, e não só aos doadores. Formamos uma equipe multidisciplinar para dar maior atenção a todos esses pacientes com médicos, enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeuta ocupacional e dentistas para dar suporte a esses atendimentos. O Hemoce tinha 19 hemofílicos cadastrados e hoje temos 79 cadastrados. Para chegar a esse número tivemos que fazer uma basca ativa em vários municípios. Procuramos parcerias com as prefeituras e secretarias de saúde municipais e através dos PSFs, fomos chegando aos hemofílicos que hoje formam esse contingente registrado no Hemoce.
Partindo desse quantitativo passamos a dar palestras através dos programas de saúde da família os PSFs que ressalto, ser a porta de entrada da saúde pública, e onde são descobertos os problemas e o que pode e deve ser feito pela saúde pública da região. Esse trabalho que o Hemoce vem executando ascendeu para 2.200 pacientes hematológicos sendo atendidos. É um trabalho que vem condicionando o Homece a outras funções, tais como a transfusão sanguínea em caráter não de urgências nem emergências, porque isso requer a presença de um médico e o Hemoce ainda não médicos plantonistas. Para essas alterações no atendimento tivemos que adquirir novos equipamentos, reformar as instalações físicas do prédio, adquirir novo mobiliário, comprar mais viaturas para deslocamentos das equipes e coleta de sangue fora da sede, enfim, há toda uma nova estrutura compatível com a dinâmica do trabalho que vem sendo desenvolvido hoje no Hemoce do Crato e no Hemonúcleo de Juazeiro. É importante que se destaque: tudo é informatizado, principalmente os estoques de sangue, entrada e saída, a clientela: doadores e pacientes hemofílicos, os doares fidelizados, os tipo sanguíneo, temos assim todos os dados às mãos. Atualmente todos os funcionários são assistidos pelo departamento de recursos humanos, onde são ministrados, permanentemente, cursos e treinamentos para todos os setores. Implantamos uma ouvidoria para atender funcionários e a clientela, lugar onde são postos problemas, reclamações e sugestões que serão encaminhadas para análise e debate nas reuniões e junto a diretoria para soluções.
A partir dessas novas determinações no Hemoce fortalecemos as parcerias com instituições, organismo e empresas que nos dão suporte para as campanhas de divulgação e coleta de sangue. Isso tem sido muito bom, porque vem refletindo nos estoques de sangue e principalmente no cadastramento de doadores atípicos, como o RH negativo. O Hermoce vem atendendo a demanda porque nós triplicamos as coletas. O funcionamento do Hospital Regional exigiu essa ampliação da coleta, porque agora são 44 municípios que convergem para Juazeiro do Norte. O importante é que não está havendo problema com os estoques, ainda não deixamos de atender todas as solicitações, mesmos nos períodos críticos ocasionados pelos grandes eventos como a Expocrato, Juaforró e a festa de Santo Antônio.
O Hemoce funciona 24 horas diariamente, inclusive aos sábados, domingos e feriados, para atender os hospitais e no expediente de 7h às 17:30h, de segunda a sábado, para atender doadores. O Hemoce tem também as agências transfusionais, uma no Hospital São Vicente e outra no Santo Antônio em Barbalha, por último, uma unidade no Hospital Regional do Cariri, e outras em Brejo Santo e Campos Sales. Que mantêm estoques de bolsas e fazem, lá mesmo, o teste de compatibilidade. É projeto nosso atender também com postos de coletas nessas mesmas agências transfusionais, de forma a melhorar cada vez mais o processo de coleta e consequente os estoques de bolsas.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Gazeta de Notícias

Gazeta de Notícias

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Gazeta de Notícias


Gazeta de Notícias

Gazeta de Notícias


Gazeta de Notícias

Gazeta de Notícias

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Para você é leite. Para a criação é vida. Doe leite materno. A vida agradece.


Gazeta de Notícias

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

HUMOR: Troca de cartas

Ao Caro Dr. Antônio Roberto (Psicólogo e Psicoterapeuta)

Espero que possa me ajudar.
Peguei meu carro e saí pra trabalhar, deixando meu marido em casa vendo televisão, como sempre. Rodei pouco mais de 1 km quando o motor morreu e o carro parou. Voltei pra casa, para pedir ajuda ao meu marido. Quando cheguei, nem pude acreditar, ele estava no quarto, transando com a filha da vizinha!
Eu tenho 32 anos, meu marido 34, e a garota 22. Estamos casados há 10 anos, ele confessou que estavam tendo um caso há 6 meses. Eu o amo muito e estou desesperada. Você pode me ajudar?

Antecipadamente grata.

Patrícia



Resposta:


Cara Patrícia,

Quando um carro pára depois de haver percorrido uma pequena distância, isso pode ocorrer devido a uma série de fatores. Comece por verificar se tem gasolina no tanque. Depois veja se o filtro de gasolina não está entupido.
Verifique também se tem algum problema com a injeção eletrônica. Se nada disso resolver o problema, pode ser que a própria bomba de gasolina esteja com defeito, não proporcionando quantidade ou pressão suficiente nos injetores. A pessoa ideal para ajuda-lá seria um mecânico. Você jamais deveria voltar em casa para chamar seu marido, afinal, ele não é mecânico. Assuma seu erro! Não repita mais isso!!!

Espero ter ajudado.

Dr. Antônio Roberto.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Correção fraterna deve ser ato de amor, explica Papa

Gazeta de Notícias - iPosted: 05 Sep 2011 09:32 AM PDT - Ilustra o ensinamento de Jesus CASTEL GANDOLFO, domingo, 4 de setembro de 2011 (ZENIT.org) – Bento XVI está convencido de que a “correção fraterna” constitui um dever, mas que não nasce de uma reação à ofensa sofrida, e sim do amor pelo irmão. Esta foi sua explicação dada hoje, ao dirigir-se aos milhares de peregrinos [...]

PARA LER MAIS copie e cole o link abaixo...

http://blog.bibliacatolica.com.br/santa-se/correcao-fraterna-deve-ser-ato-de-amor-explica-papa/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+bibliacatolica+%28B%C3%ADblia+Cat%C3%B3lica+News%29

Conversa com a Presidenta


Gazeta de Notícias - Coluna semanal da Presidenta Dilma Rousseff
Jerusa de Alencar Viveiros, 42 anos, agricultora em Petrolina (PE) – Como o governo pode incentivar os agricultores familiares para que eles possam plantar mais, ganhar mais dinheiro, se capitalizar, colocar comida na mesa?

Presidenta Dilma – Jerusa, nós já temos várias políticas voltadas para a agricultura familiar, que é um dos pilares do nosso processo de crescimento econômico com inclusão social. Em julho, lançamos o Plano Safra da Agricultura Familiar 2011/2012, que disponibiliza R$ 16 bilhões para financiamento. As taxas de juros para projetos de investimentos foram reduzidas à metade – passaram de 4% ao ano para apenas 2% ao ano – e o limite de crédito foi ampliado para R$ 130 mil, com até 10 anos para pagar. Visando garantir a renda dos produtores, reservamos R$ 300 milhões para a Política de Garantia de Preços Mínimos para a Agricultura Familiar (PGPM-AF), que serão utilizados quando os preços do mercado estiverem muito baixos. Outro incentivo foi a ampliação, para R$ 793 milhões, do orçamento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que permite a compra de produtos da agricultura familiar, garantindo a regulação de preços e destinando parte da produção às populações em situação de insegurança alimentar e nutricional. Há ainda a previsão de que pelo menos 30% dos recursos para merenda escolar sejam destinados à compra de produtos desses agricultores. No programa Brasil sem Miséria, estamos fornecendo sementes, assistência técnica e apoio na documentação civil, visando a inclusão produtiva das famílias de agricultores familiares em situação de extrema pobreza. Além disso, estamos fazendo parceria com a rede privada de supermercados, para que comprem os produtos da agricultura familiar.

Dagmar Ferreira de Queiroz, 35 anos, doméstica em Teresópolis (RJ) – O Bolsa Família ganhará algum aumento ainda nesse ano?

Presidenta Dilma – Nós já reajustamos o Bolsa Família este ano, Dagmar. Desde abril, os benefícios estão sendo pagos com reajuste médio de 19,4%, o que representa um ganho real, ou seja, acima da inflação, de 8,7%. Os valores dos benefícios, que iam de R$ 22,00 a R$ 200,00, passaram a variar de R$ 32,00 a R$ 242,00. Os reajustes foram diferentes para as diversas parcelas que compõem o benefício. O maior crescimento ocorreu em relação à parte correspondente às crianças e jovens de até 15 anos de idade, que teve reajuste de 45,5%. Isso por que nossa preocupação principal é com as crianças e jovens mais pobres – queremos criar as condições para que possam sair da pobreza. Esta foi a quarta recomposição dos valores dos benefícios, desde que o Bolsa Família foi criado, em outubro de 2003. Os recursos investidos no Bolsa Família dão imenso retorno ao Brasil, pois movimentam praticamente todos os setores da economia – cada R$ 1,00 investido no programa aumenta em R$ 1,44 o Produto Interno Bruto (PIB). Com esse estímulo ao crescimento e à geração de empregos, ganham, não apenas os beneficiários do Bolsa Família, mas todos os brasileiros.

Ramalho Crispim, 55 anos, pequeno empresário em Varjota (CE) – 35 mil empresas, com débitos totais de cerca de R$ 5 bilhões, foram excluídas do Simples Nacional. Por que a Receita não permite que os débitos sejam parcelados, se existe parcelamento em todos os órgãos governamentais?

Presidenta Dilma – Na realidade, em 2010, de todas as empresas optantes pelo Simples Nacional, existiam 560 mil com débitos que chegavam a R$ 4,3 bilhões. Desse imenso conjunto, Ramalho, a Receita notificou apenas as 35 mil que tinham as maiores dívidas. Como 5 mil regularizaram a situação, a Receita excluiu 30 mil devedores. Ou seja, 94,6% dos devedores tiveram uma segunda chance. O parcelamento não pôde ser feito porque a Lei que criou o Simples não permite. Mas nós incluímos a possibilidade de parcelamento no Projeto de Lei que enviamos ao Congresso para aperfeiçoar a Lei do Simples. Com a aprovação, mesmo as empresas que foram excluídas podem parcelar os seus débitos e fazer nova opção pelo Simples Nacional. Este mesmo projeto aumenta o limite de faturamento anual, para opção pelo Simples, de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões. Para os que exportam, o limite passará a ser de R$ 7,2 milhões, bastando que a metade deste valor seja de vendas para o exterior. O Simples Nacional, criado há quatro anos, entre outras vantagens, unifica 8 tributos das áreas federal, estadual e municipal, exigindo apenas uma declaração, e reduz a carga tributária em índices que variam de 12% a 67% no nível federal.



Mais Informações
Secretaria de Imprensa da Presidência da República
Departamento de Relacionamento com a Mídia Regional
(61) 3411-1370/1601

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Roriz ganha eleição no município de Jardim

a href="http://2.bp.blogspot.com/-0VJ49CXjEI4/TmSZ7U9ydoI/AAAAAAAACKs/Nmj_ZnHq_VQ/s1600/DSC00829.JPG">Gazeta de Notícias - Ontem domingo, 04 de setembro, às 21 horas saiu o resultado da eleição municipal, em caráter especial, do município de Jardim que está localizado no extremo sul do Ceará, na microrregião do Cariri, distante cerca 542 Km da capital Fortaleza. Jardim tem uma área de 500 Km2, e limites com o estado de Pernambuco, fica no planalto da Chapada do Araripe, alardeado por pequenas serras. Seu clima é de temperaturas amenas que variam de 19 a 28°C. A temperatura especialmente nos meses de junho-julho pode descer a 15°C, exigindo que a população vista agasalhos apropriados. O município tem uma população de 26.414 habitantes, uma densidade demográfica de 53,06 hab/Km²; sendo que a população está mais centrada na zona rural. A eleição fora do tempo se deu com a cassação do então prefeito Fernando Luz por questões administrativas.
A juíza eleitoral anunciou para a imprensa o resultando: Antonio Roriz Neto (PMDB) 7.853 – 50,82% dos votos e Cremilda Sampaio Bringel (PSDB) 7.601 – 49,18% dos votos, perfazendo uma diferença a favor Antonio Roriz de 252 votos.
A Justiça eleitoral anunciou que a eleição aconteceu dentro das normalidades previstas.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Essa não é a Igreja de Deus...

A festa de Nossa Senhora da Penha é uma tradição religiosa e cultural do povo do Crato. Nos últimos dias de agosto até o 1º de setembro de todos os anos, os católicos da região gravitam em torno dos festejos à bendita Mãe de Jesus, Nossa Senhora que também é chamada de Senhora da Penha. Penha é o nome de uma montanha na Espanha, e para elucidar com clareza a história da padroeira do Crato, a enciclopédia portuguesa Wikipédia descreve o seguinte: Existia no norte da Espanha uma serra muito alta e íngreme chamada Penha de França, na província de Salamanca, na qual o Rei Carlos Magno teria lutado contra os mouros.

Por volta de 1434, segundo algumas fontes históricas, no dia 19 de maio, certo monge francês sonhou com uma imagem de Nossa Senhora que estava enterrada no topo de escarpada montanha, cercada de luz e acenando para que ele fosse procurá-la. Em razão de uma guerra entre franceses e muçulmanos, na qual os católicos escondiam suas imagens para não serem destruídas. Simão Vela, assim se chamava o monge, durante cinco anos andou procurando a mencionada serra, até que um dia teve indicação de sua localização e para lá se dirigiu. Após três dias de intensa caminhada, segundo ele próprio, em seus êxtases ouvir sempre a advertência divina: "Simão, vela e não durma!" (pelo que passou a adotar o sobrenome de Vela, como ficou conhecido), escalando penhas íngremes, o monge parou para descansar, quando viu sentada perto dele uma formosa senhora com o filho ao colo que lhe indicou o lugar onde encontraria o que procurava. Auxiliado por alguns pastores da região, conseguiu achar a imagem que avistara em sonho.
Construiu Simão Vela uma tosca ermida nesse local, que logo se tornou célebre pelo grande número de milagres alcançados por intermédio da Senhora da Penha, e mais tarde ali foi construído um dos mais ricos e grandiosos santuários da cristantade.
A imagem comum ao título é a do viajante a cavalo, atacado por uma cobra e salvo por um jacaré (versão brasileira do lagarto). No alto vê-se Nossa Senhora da Penha com o Menino Jesus no braço esquerdo e a mão direita estendida segurando às vezes um cetro. Esta repre-sentação da Virgem Maria é geralmente em pinturas, pois as esculturas mostram somente Maria com o Menino ao colo.
No Brasil o primeiro templo a Senhora da Penha foi erguido em 1558 em Vila Velha Espírito Santo. Em 1667 foi a vez da cidade de São Paulo ter a sua igreja.
Observa-se uma sequencia de milagres e histórias para cada igreja que tem a Senhora da Penha como padroeira, inclusive o Crato, que teve sua imagem trazida pelos franciscanos catequistas para proteger os índios do Cariri que passavam a ser incomodados pelos colonizadores querendo a posse das terras.
Recebida a imagem de Nossa Senhora, que teve o nome da Mãe do Belo Amor, foi colocacada em um nicho a beira o rio. Depois resolveram construir uma capela para a venerada Imagem e foi feita a mudança, mas a história conta que essa imagem, por duas ou mais vezes, voltava a noite para seu nicho original. Até que resolveram construir uma capela nas proximidades do nicho, que ao longo do tempo e seguidas reformas é hoje a Igreja da Sé tendo como padroeira Nossa Senhora da Penha, a mesma Nossa Senhora Mãe do Belo Amor, que teve seu nome mudado para Penha.
O nosso rei do baião Luiz Gonzaga, em homenagem a Nossa Senhora da Penha de São Paulo contou por todos os lugares a canção: Baião da Penha com a seguinte letra:

Demonstrando a minha fé
Vou subir a Penha a pé
Pra fazer uma oração
Vou pedir à padroeira
Numa prece verdadeira
Que proteja o meu baião
Nossa senhora da Penha
Minha voz talvez não tenha
O poder de te exaltar
Mas dê benção padroeira
Pra essa gente brasileira
Que quer paz pra trabalhar
Penha, Penha
Eu vim aqui me ajoelhar
Venha, Venha
Trazer paz para o meu lar


Nos últimos anos a festa de Nossa Senhora da Penha do Crato tem sido foco de muita ostentação. Os párocos têm exagerado, tornando os festejos cheios de glamour e imponência, interditando ruas e praças por dias seguidos. A publicidade tem conotação comercial, demonstrando ambição exacerbada de ganho e lucro. Perdeu a festa de Nossa Senhora da Penha a simplicidade inerente ao povo e também a humildade intrínseca no seio do catolicismo. Com certeza não é essa “beleza de festa” que traz os fiéis de volta, nem esse gosto pelo fausto dá ideia de sentimento pungente de arrependimento pelos pecados cometidos pela ofensa a Deus.
Sou católico, bom católico, por conhecer bem os preceitos da Igreja de São Pedro, e por isso não passo despercebido frente aos exageros inconsequentes e não aceitável pelos espíritos dos católicos atentos.
É possível ter uma ideia da ostentação, pelas dimensões muito além do normal, do ordinário, do razoável, a partir do desejo pelo dinheiro. Este ano de 2011 o pároco quer mais exibição ostentosa na Igreja de Nossa Senhora da Penha, a reposição de toda bancada, luxuosas bancadas, que pela pretensa demonstração de luxo pode até tolher e inibir os fiéis em suas orações na casa de Deus.Em meio ao cerimonial o pároco lembrou o desejo do povo de fazer doações para a Igreja. Uma senhora perguntou como devia fazer para entregar seu óbolo para a Mãe de Deus. Diante dessa pergunta, anunciada pelo padre, logo foi posto em ação os arautos, a tropa da Missão Resgate, com sacolas em punho a cata dos donativos. Essa atitude nos leva a lembrar a sátira do comediante global Chico Anísio quando incorpora a figura Tim Tones, um mestre que após suas eloquências manda seus ajudantes correrem a sacolinha.
Essa não é a Igreja de Deus...

Potencialidades de Juazeiro do Norte serão mostradas em evento internacional

Gazeta de Notícias - A CDL de Juazeiro do Norte firmou parceria com a Câmara Brasil – Portugal no Ceará. A novidade dará à entidade a oportunidade de mostrar as potencialidades econômicas do município na programação técnica do Encontro de Negócios na Língua Portuguesa, que acontecerá em Fortaleza de 3 a 6 de outubro deste ano. A expectativa é que cerca de 300 empresários do Brasil e de outros países de língua portuguesa como Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, Timor Leste, São Tomé e Príncipe; e importantes comunidades originárias desses países localizadas na África do Sul, Argentina, Bélgica, Canadá, Chile, Estados Unidos, Luxemburgo, Uruguai e Venezuela participem do evento.

O Encontro de Negócios na Língua Portuguesa está pautado na temática central “Oportunidades na Língua Portuguesa: Construindo Negócios e Conhecimento”, visando contribuir cada vez mais para a aproximação e o intercâmbio entre os participantes. Como destaque na programação do evento, ocorrerá a Mostra de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa, ocupando uma área de 5.000 m2 com a exposição das principais linhas dos eixos temáticos Meio Ambiente, Agronegócios, Logística, Construção Civil, Comércio Exterior, Energias Renováveis, Educação, Jurídico, Indústria, Serviços, Tecnologia de Informação e Turismo. Os interessados em adquirir estande para sua empresa devem entrar em contato com a Câmara Brasil-Portugal no Ceará (CBP-CE) através do e-mail: secretariace@brasilportugal.org.br ou do telefone (55 85) 3261.7423. Inscrições no site www.negociosnalinguaportuguesa.com.

O presidente da CDL de Juazeiro do Norte, Michel Araújo, destaca a oportunidade de novos negócios e parcerias entre os países participantes. “É uma excelente alternativa para enfrentar o atual momento econômico mundial com a facilidade de comunicação entre povos que falam a mesma língua”.

Assessora de Imprensa: Jornalista Fátima Melo (JP 0617 – MTE)
Contato: (85) 8808-9192

Títulos mais acessados