segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Crato obtém destaque com políticas voltadas para crianças e adolescentes

Avanços nas políticas públicas para crianças e adolescentes. Este foi um dos pontos avaliados por participantes da IV Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, realizada durante a sexta-feira, no município do Crato. Durante o evento, foi feita uma avaliação dos 21 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O evento contou com a presença de educadores, assistentes sociais, integrantes do poder judiciário, instituições que promovem o trabalho com a criança e o adolescente, áreas de saúde e educação, além do Conselho Estadual da Infância e da Adolescência.
A conferência contou em sua abertura, com a presença do juiz da 4ª Vara da Infância e da Adolescência, Flávio Bezerra de Morais. O magistrado ressaltou a preocupação maior dos governos em relação às políticas para as crianças e adolescentes, principalmente em nível federal, e o desenvolvimento no âmbito do Crato, que é considerado um município modelo para a região. Segundo ele, pode-se classificar a cidade hoje como a mais avançada no contexto dessas políticas, principalmente a partir da atuação da Secretaria de Assistência Social, Governo Municipal Crato e Ministério Público.
Este ano, o tema escolhido para os debates foi “Mobilizando, implementando e monitorando a política e o plano decenal dos direitos humanos de crianças e adolescente nos Estados, no Distrito Federal e nos Municípios”. O principal objetivo é o de mobilizar o sistema de garantia de direitos e a população em geral para a implementação e monitoramento da Política nacional e o Plano dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes.
O tema central do evento foi abordado na abertura, com a palestra do integrante do Conselho Estadual, Armando Luiz Bandeira de Paula. À tarde, foram realizados trabalhos em grupo por meio dos eixos de discussão, abordando assuntos correlacionados com a temática central. A plenária apontou propostas e no final foram escolhidos os delegados que vão participar da VIII Conferência Regional e aprovação de moções.
Segundo a secretária de Assistência Social, Liduína Andrade, a garantia dos direitos é essencial à proteção das crianças e adolescentes na cidade. Ela destaca o trabalho de monitoramento. Também ressalta as respostas que o Crato vem dando com a implementação das políticas, atuando também no fortalecimento dos conselhos municipais, programas sociais e projetos como o Projovem, PETI, serviços socioeducativos, os CRAS, Creas, Polos de Atendimento, dentre outros programas desenvolvidos no município.
Postar um comentário

Títulos mais acessados