quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Jornalista brasileiro foi atacado e roubado no Egito

Gazeta de Notícias - O jornalista brasileiro Luiz Antônio Araujo, enviado especial do diário "Zero Hora" e da rede RBS ao Egito, contou ter sido atacado e roubado por um grupo de 50 simpatizantes do ditador do Egito, Hosni Mubarak.
Araujo disse à BBC Brasil que foi cercado por um grupo de pessoas munidas de pedras e facas, que roubaram sua câmera digital e sua carteira.
De acordo com o jornalista, o ataque se deu nesta quinta-feira pela manhã, quando ele estava em vias de entrar na praça Tahrir, no Cairo --local que desde quarta-feira vem sendo palco de violentos confrontos entre manifestantes contra e a favor do governo egípcio.
"Era um grupo de cerca de 50 pessoas com facas e pedras. Eles levaram minha câmera digital e minha carteira. Tenho certeza que [os agressores] eram simpatizantes de Mubarak, porque o ataque aconteceu em uma área controlada por eles."
Araujo contou que o roubo se deu sob o olhar de soldados do Exército egípcio, que estão acampados na praça desde quarta-feira, mas que os militares não esboçaram qualquer reação.
Postar um comentário

Títulos mais acessados