segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Juazeiro do Norte em pé de guerra e prefeito interino usa colete a prova de bala

Por Beto Fernandes. - Juazeiro do Norte vive neste 10 de janeiro um dia atípico. O caldeirão político ferve com continuação de sessão especial iniciada e suspensa em 28 de setembro de 2010 por decisão da Justiça. Os vereadores se reuniram e com 12 votos a favor e apenas 1 contra cassaram o mandato do Prefeito Manoel Raimundo de Santana Neto (PT), eleito democraticamente em outubro de 2008 por expressiva maioria.
É fato que uma liminar da Justiça Local determinou a suspensão da sessão naquela tarde quente pela temperatura e animosidade dos simpatizantes e contrários a cassação do prefeito petista. É fato também que o TJE determinou o recomeço da sessão especial após ser provocado pelos vereadores.
Entre a confirmação da decisão do TJ e uma tomada de posição do Presidente da Mesa Diretora Zé de Amélia Júnior muitas foram às especulações, idas e vindas, reaproximações e afastamentos entre os chefes do Executivo e Legislativo Municipal.
O que se verifica hoje em Juazeiro é algo que foge ao sentido de compreensão até mesmo da mais tola das pessoas. Apenas parte da mídia foi informada da sessão na manhã desta segunda-feira. O vereador Adauto Araújo, líder do Prefeito da Câmara, concedeu diversas entrevistas onde afirmou ter sido chamado para sessão “apenas por volta de 07h30min de hoje”.
Ao final da sessão 12 votos pela cassação e apenas 1 favorável ao prefeito Santana. Imprensa, correligionários, simpatizantes e o povo a se perguntar quem teria sido o herói da resistência. Neste momento isso não importa. Quem garante que o voto não foi dado justamente para confundir? Coerentemente Adauto Araújo não foi porque deduziu que as cartas estavam marcadas. m, Juazeiro está com um novo prefeito.
FOTOS de João Carlos (Joca)

OBS: DA REDAÇÃO
: A Cãmara foi invadida, como é possível ver nas fotos, por gente que estava funcionário da Prefeitura Municipal de Juazeiro a título de "Cargos Comissionados" e brigam com a Polícia para não perder seus cargos.

O presidente da Câmara Municipal - vereador José de Amélia Júnior, prefeito interino foi ameaçado de morte e está usando colete a prova de bala.

LEIA MAIS no Blog de Juazeiro - clicando no título vermelho acima
Postar um comentário

Títulos mais acessados