sábado, 1 de março de 2014

Cresce investimento do Banco do Nordeste no Ceará

Gazeta de Notícias - O Banco do Nordeste aumentou em 25,6% o volume de aplicações no Ceará em 2013, em comparação a 2012. Foram contratados mais de R$ 2,2 bilhões em operações de crédito de longo prazo, sejam financiamentos rurais, industriais, agroindustriais, de infraestrutura e comércio e serviços. Em operações de crédito de curto prazo, também foram empregados cerca de R$ 2,3 bilhões, em empréstimos de microcrédito, crédito direto ao consumidor, capital de giro, desconto, câmbio e conta garantida. O montante das aplicações globais ultrapassa R$ 4,5 bilhões. 

Com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento o do Nordeste (FNE), em 2013 foram realizadas mais de 79,8 mil operações, por meio das quais foram investidos R$ 1,7 bilhão. Operado pelo Banco do Nordeste, o FNE se propõe reduzir a pobreza e as desigualdades regionais. Com esse intuito, tais recursos são direcionados, primordialmente, a mini e pequenos produtores rurais, a micro e pequenas empresas, à região semiárida e aos municípios localizados em microrregiões de baixa renda. 

Se consideradas as operações por setores produtivos, destaca-se o segmento de comércio e serviços, que contratou R$ 2,8 bilhões, em mais de 1,2 milhão de operações de crédito. Em comparação a 2012, o volume de recursos aplicados junto a esse público em 2013 apresenta aumento de 38,3%. “Esses números expressam o esforço do Banco do Nordeste em atuar de modo a favorecer o desenvolvimento regional, visto que esse segmento concetra a geração de emprego e renda”, explica o superintendente Estadual do Ceará, João Robério Pereira de Messias. 

Acompanhando o crescimento das aplicações globais no Estado, as contratações com o setor rural também cresceram no ano passado. Foram 75,8 mil operações, que atingiram R$ 505,9 milhões. As aplicações com âmbito no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) somaram R$ 352,6 milhões, em 73,2 mil operações. Com intuito de fortalecer esse setor produtivo, o Banco do Nordeste tem incentivado atividades não agrícolas no meio rural e concedido apoio a estruturação de cadeias produtivas. 

No ano em que o Programa Crediamigo completou 15 anos, o montante aplicado em operações de microcrédito no Ceará teve aumento de 34,2%, atingindo a marca de R$ 1,9 bilhão. Em 2013, somente o programa Crediamigo realizou mais de 1,2 milhão de operações, aplicando R$ 1,7 milhão em empreendimentos dos setores informal e formal da economia cearense.

Finte: Banco do NE
Postar um comentário

Títulos mais acessados