quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Marina Elali é a própria "Volta da Asa Branca" de Zé Danta e Luiz Gonzaga

A encantadora neta de Zé Dantas, o majestoso compósitos de Luiz Gonzaga, Marina Elali, revestiu-se com classe, elegância e muita propriedade trazendo para o século XXI, em meio à beleza, glamour e os recursos da cibernética, as músicas de seu avô José de Sousa Dantas Filho – Zé Dantas - (1921 - 1962). Marina foi decidida. Se preparou, desde 2011, para desenvolver e executar um ousado projeto musical evolvendo o legado de seu avô Zé Dantas e Luiz Gonzaga e resgatando a essência da vida e alma sertaneja do nordeste.
A Globo Nordeste de Recife usou toda tecnologia para dar ao show de Marina Elali em Dueto, um realce que a neta de Zé Dantas bem mereceu, pelo seu talento e capacidade musical.
Onde estava Marina? É uma pergunta que todo mundo faz. Mas Marina estava se preparando para aparecer, com seu talento exercitado, adestrado para fazer além do melhor.
Marina surgiu como a “volta da asa branca” que chegou depois de uma longa e custosa ausência de seu avô Zedantas e de Luiz Gonzaga. Chega para brilhar nos palcos como fizeram os dois expoentes da música nordestina.
A menina potiguar, nascida na cidade de Natal, capital do Rio Grande Norte, logo se interessou pela história de seu avô, um médico que tinha inspiração e sensibilidade artística para contar as agruras e a felicidade do povo nordestino para juntamente com Luiz Gonzaga transformas esses sentimentos em envolventes canções.
 Entre as suas inúmeras composições podem ser destacadas: Vem morena, A dança da moda, Cintura fina, A volta da asa branca, Derramaro o gaz, Imbalança, Acauã, São João na Roça, Tudo é baião, O xote das meninas, Vozes da seca, A letra I, Algodão, ABC do sertão,  Feira do gado, Olha a pisada, Vô casá já, Noites brasileiras, Lascando o cano, Pronde tu vai Luiz? Minha fulô, Januário vai tocá, Cabra da peste, Ai amor, Farinhada, Riacho do Navio,  Cangote cheiroso, O passo da rancheira, São João antigo, O delegado do côco, Mariquinha, O xen-nhen-nhen entre muitas
Até hoje, suas composições continuam a ser cantadas por nomes famosos da Música Popular Brasileira, a exemplo de Gal Costa, Gilberto Gil, Alceu Valença, entre outros.
Marina Elali foi revelada no programa Fama da Rede Globo em 2004 quando foi semifinalista, tem a sua carreira associada à emissora desde muito antes dessa época. Tudo começou com uma participação na novela O Clone em 2001 a convite da autora Glória Perez, a quem foi apresentada. Glória Perez gostou, e surgiu a oportunidade de colocar uma canção em América, também da autora, no ano de 2005. Marina Elali teve a canção “Você” na trilha sonora da novela. Ainda neste ano, lançou o clipe da música Mulheres Gostam que entrou na trilha do filme “Se Eu Fosse Você” de Daniel Filho junto com a música Hipnotizar Você. Esta última foi lançada em 2006. Mas a cantora ficou conhecida com o cover da música One Last Cry do cantor Brian McKnight que foi tema da personagem Nanda (interpretada por Fernanda Vasconcellos) na novela Páginas da Vida. Essa música estourou nas rádios do Brasil inteiro, chegando a primeiro lugar no ano de 2006 além de ser reconhecida internacionalmente. Também esteve em 2007 com a canção “Sabiá” na minissérie Amazônia, de Galvez a Chico Mendes.
Em 2007 lança o primeiro single do novo disco, Eu Vou Seguir, tema de Mirian, personagem de Gabriela Duarte na novela Sete Pecados. O segundo single, All She Wants, foi sucesso nas paradas em 2008, mesmo estando na trilha da novela Duas Caras. O dueto que a cantora fez com Fábio Jr. na música “Só com você” que fez parte da trilha da minissérie Poeira em Alto Mar. Marina Elali participou do disco do cantor Belo. Marina e Belo gravaram a música “Pra Ser Amor” e o álbum que leva o nome da música, foi lançado em 2011 pela gravadora Sony Music.
Em 2009 Marina gravou seu primeiro DVD e álbum ao vivo, com o título Longe ou Perto. A canção “Lost Inside Your Heart” (dueto com Jon Secada) é o 1º single do álbum, a música foi tão bem recebida que foi incluída na novela das oito Viver a Vida. Em 2010, foi lançada a canção “Happy” que faz parte da trilha sonora internacional de Araguaia da Rede Globo, esta música foi gravada especialmente para a novela a pedido do diretor Marcos Schechtman. E no final deste mesmo ano, a música “Atrás da Porta” foi incluída na novela A Vida da Gente, sendo a sétima música que Marina emplaca em novelas da Globo. A cantora gravou com o ídolo, Jon Secada. Marina esteve em Miami para conhecer o cantor e a gravação foi feita no dia 5 de junho de 2009, no Rio de Janeiro. A sua participação no show foi incluída no seu DVD lançado em setembro, na canção “Lost Inside Your Heart”. A cantora também gravou outra música com o cantor chamada “Só te ver sorrindo”.
Agora no ano passado 2012 a cantora gravou seu segundo DVD, intitulado Marina Elali - Duetos, com a participação de Ivete Sangalo, Elba Ramalho, Tânia Mara, o vocalista da banda Charlie Brown Jr. Chorão, Zezé Di Camargo & Luciano, Aviões do Forró, Daniel Gonzaga, Waldonys, Geraldo Azevedo, Antúlio Madureira, Quinteto Violado e até mesmo da Orquestra Criança Cidadã. O disco faz parte do projeto dedicado à seu avó Zé Dantas, trazendo apenas canções exclusivas, porém sem perder sua originalidade, mas com uma novo visual. O DVD foi lançado neste ano de 2013.
Nesse sábado, 14 de dezembro, Marina Elali se apresentou em um show na cidade de Exu Pernambuco numa homenagem aos 101 anos de Luiz Gonzaga, onde levou o público a loucura, que pulou cantou e dançou as velhas canções de Zé Dantas e Luiz Gonzaga. Bonita, charmosa e radiante, “Marina cresce quando sobe no palco,” como disse o produtor Arizio Coutinho da Globo Nordeste.
Marina Elali tem seu próprio e excelente repertório que já é consagrado pelo público, mas encanta mesmo é interpretando as canções de seu avô Zé Dantas que  canta com peculiaridade, levando o público às saudades, felicidade e muita emoção.
Postar um comentário

Títulos mais acessados