domingo, 2 de dezembro de 2012

Celular: Governo quer até 1.000 usuários por antena

Gazeta de Notícias - João Bosco Rabelo, Estadão
As operadoras de telefonia celular têm prazo até abril do ano que vem para expandir o sistema e implantar a tecnologia de quarta geração – a rede 4G. Tudo isso para atender às exigências da Federação Internacional de Futebol (Fifa) quanto à infraestrutura de telecomunicações mínima para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo de 2014.
A realidade do setor é alarmante. A telefonia móvel no Brasil atingiu 259 milhões de linhas ativas em 2012 – 28 milhões de novas linhas em relação ao mesmo período de 2011. E não há limite máximo de usuários por antena. O setor é campeão de reclamações junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que fiscaliza as empresas.
Dados da Anatel apontam para uma média de 4.500 usuários de celular por antena, um número quatro vezes superior ao praticado nos Estados Unidos. Em alguns pontos da grande São Paulo, esse número sobe para 11 mil por antena, inviabilizando o sistema. Na Itália e no Japão, a média é de 400 usuários por antena, diz Eduardo Braga, relator da chamada 'Lei das Antenas'.
Postar um comentário

Títulos mais acessados