segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Prefeito Samuel Araripe fez sua campanha eleitoral com verbas que eram destinadas a apoio do turismo do Crato

Prefeito Samuel Araripe fez sua campanha eleitoral com verbas que eram destinadas a apoio do turismo do Crato
---------------------------------------------------------------------------------------------------

O prefeito Samuel Araripe anuncia que ainda é ficha limpa, no entanto a partir de janeiro de 2013 vai haver uma reviravolta em sua biografia, diante de fatos que virão à tona, principalmente a malversação de dinheiro público federal. Algumas pessoas estão amealhando fatos e ações para elaboração de um dossiê consubstanciado em desvio de verbas, transgressões no ordenamento da coisa pública, e o empobrecimento do município.  Enquanto isso, denúncias preliminares foram encaminhadas a C.G. U - Controladoria Geral da União e ao T.C. M Tribunal de Contas dos Municípios.
Recursos na ordem de R$ 7.171.143,00 (sete milhões de reais) oriundos do Ministério do Turismo – convênio número 0247681-55 de 02 de julho de 2008, que eram destinados a projetos de apoio a infraestrutura turística no município do Crato – foram desviados para asfaltar ruas de eleitores da cidade em troca de votos. Enquanto isso foram desprezados os projetos de melhorias no: Balneário da Nascente, estradas de acesso às sítios e fontes dos pés de serra, Caldeirão do Beato Zé Lourenço entre outros constantes no documento apresentados ao Governo Federal.
Todo esse imbróglio na Prefeitura do Crato está sendo apurado pelos órgãos fiscalizadores do Governo federal.O prefeito Samuel Araripe anuncia que ainda é ficha limpa, no entanto a partir de janeiro de 2013 vai haver uma reviravolta em sua biografia, diante de fatos que virão à tona, principalmente a malversação de dinheiro público federal. Algumas pessoas estão amealhando fatos e ações para elaboração de um dossiê consubstanciado em desvio de verbas, transgressões no ordenamento da coisa pública, e o empobrecimento do município. Enquanto isso, denúncias preliminares foram encaminhadas a C.G. U - Controladoria Geral da União e ao T.C. M Tribunal de Contas dos Municípios.
Recursos na ordem de R$ 7.171.143,00 (sete milhões de reais) oriundos do Ministério do Turismo – convênio número 0247681-55 de 02 de julho de 2008, que eram destinados a projetos de apoio a infraestrutura turística no município do Crato – foram desviados para asfaltar ruas de eleitores da cidade em troca de votos. Para tanto foram desprezados os projetos de melhorias no: Balneário da Nascente, estradas de acesso à sítios e fontes dos pés de serra, Caldeirão do Beato Zé Lourenço entre outros constantes no documento apresentados ao Governo Federal.
Todo esse imbróglio na Prefeitura do Crato está sendo apurado pelos órgãos fiscalizadores do Governo federal.
Postar um comentário

Títulos mais acessados