quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Resolução amplia atendimento nas agências do INSS

O ministro da Previdência Social ,Garibaldi Alves Filho, assinou nesta quarta-feira em Brasília a resolução que reduz a jornada de trabalho dos servidores do INSS e amplia o horário de funcionamento das agências para doze horas diárias. A partir de 1º de março, mais de 650 Agências da Previdência em todo o país passam a funcionar das sete horas da manhã às sete horas da noite, sem interrupção. A decisão faz parte de um acordo fechado entre o Instituto e representações de servidores, que modifica a carga horária do pessoal que lida diretamente com o atendimento ao público. Ao invés de trabalharem oito horas intercaladas, os servidores do INSS vão passar a trabalhar seis horas corridas. O objetivo da medida é melhorar o atendimento à população. O ministro da Previdência Social, Garibalidi Alves Filho, destacou a importância da ampliação do horário de atendimento para os segurados. "-Nós estamos aqui não apenas proposcionando ao servidor melhores condições de trabalho, mas aliando a isso um melhor atendimento ao segurado. Não há dúvida de que quem ganhará mais com isso é o segurado." Para o presidente do INSS, Mauro Hauschild, a medida vai melhorar o fluxo de atendimento nas agências, proporcionando atendimento em horários alterrnativos para a população. "-Eu acho que ampliar o tempo de atendimento é garantir durante mais tempo as portas abertas, permitindo que os nossos trabalhadores, os nossos segurados possam mesmo em horários depois do final do seu expediente de trabalho ter acesso à Previdência Social, não tendo que concentrar todo o seu atendimento naquele momento do horário próximo ao almoço. Nós garantimos que, diluindo ao longo do dia um espaço maior das agências, as pessoas vão também procurar em horários distintos, isso melhora o nosso fluxo de atendimento, descongestionam os nossos sistemas e conseguimos fazer um atendimento mais rápido, mais célere, garantindo mais agilidade em favor do cidadão." O Instituto estima que 652 agências e 12.843 servidores em todo o país vão estar dentro dessa nova forma de atendimento. Depois da nomeação dos novos aprovados no último concurso do INSS esse número vai subir para 737 agências e 13.586 funcionários, o que representa 55% das unidades da Previdência no país e 82% do total de servidores. De Brasília, Ana Carolina Melo
Postar um comentário

Títulos mais acessados