quarta-feira, 30 de março de 2011

Velório do corpo de José Alencar é aberto ao público

Por Paula Laboissière e Priscilla Mazenotti, da Agência Brasil

Corpo de Alencar é velado no Salão Nobre do Palácio do Planalto
O velório do corpo do ex-vice-presidente da República José Alencar, no Salão Nobre do Palácio do Planalto, foi aberto ao público. As filas começaram a se formar por volta das 9h. Mais de 300 pessoas devem passar por um detector de metais e, em seguida, subir a rampa do palácio.

A movimentação de funcionários trazendo coroas de flores não para. Até agora, são mais de 70 arranjos florais enviados por amigos, políticos, empresários e organizações não governamentais. Os parentes de José Alencar já não estão mais ao lado do caixão.

Logo após a chegada do corpo ao local, foi realizada uma cerimônia fechada para família e autoridades presentes. O secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Dimas Lara, celebrou uma missa. Ministros de Estado, do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), entre outras autoridades e familiares, participaram do velório.

O corpo foi recebido com honras de chefe de Estado pelo presidente da República em Exercício, Michel Temer, e pela viúva Mariza Gomes da Silva.

Temer, que acompanhou a chegada do corpo do ex-vice na base aérea de Brasília nesta manhã, declarou que o Brasil "perdeu um grande brasileiro" e que Alencar lhe serve como exemplo.

"Se (eu) conseguir, ainda que minimamente, reproduzir alguns gestos cívicos de Alencar, me darei por satisfeito", afirmou.

O corpo de Alencar chegou ao Palácio do Planalto por volta de 11h e foi aplaudido pelo público que aguardava na Praça dos Três Poderes. Segundo a Polícia Militar, entre 300 e 500 pessoas formaram uma longa fila à espera da abertura do velório ao público, no início da tarde.

A presidente Dilma Rousseff, que está em Portugal para entrega de prêmio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do qual Alencar foi vice entre 2003 e 2010, encurtou a viagem e retornará ainda nesta tarde para o Brasil. Ela deverá participar de missa de corpo presente no Palácio do Planalto às 21h.

Alencar lutou por mais de 14 anos contra o câncer na região abdominal, doença que o levou a ser submetido a 17 cirurgias e sessões de quimioterapia. Mineiro e fundador da empresa têxtil Coteminas, deixa três filhos.

Na quinta-feira, o corpo do ex-vice chegará a Belo Horizonte, onde será velado pela manhã e enterrado à tarde.
Postar um comentário

Títulos mais acessados