quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O número de mortos após as chuvas que devastaram a região serrana do Rio de Janeiro na quarta-feira subiu para 336

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O número de mortos após as chuvas que devastaram a região serrana do Rio de Janeiro na quarta-feira subiu para 336, de acordo com autoridades das três cidades afetadas. Nesta quinta-feira, a presidente Dilma Rousseff sobrevoará a região.
De acordo com as autoridades, 146 pessoas morreram somente na cidade de Teresópolis, outras 35 em Petrópolis e mais 155 em Nova Friburgo, agora a cidade mais afetada pelas chuvas.
Nova Friburgo sofre ainda com apagões de energia elétrica e dificuldades no contato por telefone com a cidade. O acesso à região serrana está dificultado, o que atrapalha trabalhos das equipes de resgate e do Corpo de Bombeiros.
A Secretaria de Saúde e Defesa Civil do estado também afirma que até o momento a Defesa Civil estadual não tem um balanço, mesmo que parcial, do número de pessoas desabrigadas (pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos) e desalojadas (as que podem contar com a ajuda de vizinhos e familiares), uma vez que militares da corporação ainda estão em campo, ajudando os municípios mais afetados a socorrer as vítimas.
Dilma sobrevoará as áreas afetadas nesta quinta-feira na companhia do governador do Estado, Sérgio Cabral, e dos ministros Alexandre Padilha (Saúde) e Nelson Jobim (Defesa). Na quarta-feira Dilma assinou medida provisória liberando 780 milhões de reais para a reconstrução das cidades atingidas.
Jobim anunciou na quarta que determinou o envio de um hospital de campanha da Marinha para a região serrana do Rio de Janeiro, o equipamento deve chegar na sexta-feira. Além disso, o Ministério da Saúde enviará 7 toneladas de medicamentos, o suficiente para atender 45 mil pessoas por um mês.
As três cidades devem voltar a enfrentar pancadas de chuva nos próximos dias, segundo previsão do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe), órgão ligado ao Ministério de Ciência e Tecnologia.
Postar um comentário

Títulos mais acessados